A tecnologia do Reconhecimento de Facial

A tecnologia do Reconhecimento de Facial
Como a tecnologia do reconhecimento de face pode melhorar o controle de acesso do condomínio.

Descubra como funciona e quais os principais benefícios do reconhecimento facial no controle de acesso.

A tecnologia do reconhecimento de face está muito presente em nossos Smartphones, e os principais dispositivos no mercado já desbloqueiam com o uso dessa tecnologia. Do mesmo modo, acessar seu condomínio via reconhecimento facial já é uma realidade e vamos explicar como essa tecnologia funciona.

A princípio, o reconhecimento facial é viabilizado por inteligência artificial. Ou seja, o algoritmo de machine learning (aprendizado por máquina em tradução livre) escaneia o rosto humano através de uma câmera, mapeia e registra vários pontos em 3 dimensões. Por exemplo, o formato da cabeça, a distância entre os olhos, o formato e a estrutura do nariz.

Depois de feito o registro e o mapeamento do rosto, o algoritmo liga esse rosto a apenas um indivíduo. Logo, quando cadastrar um usuário, a tecnologia compara a face humana com a imagem armazenada no banco de dados.

Benefícios do reconhecimento de facial

Essa tecnologia já chegou às portarias de condomínios, onde através de uma câmera é possível cadastrar e liberar o acesso dos moradores pelo reconhecimento facial.

Listamos abaixo os 3 principais benefícios que ela trouxe ao controle de acesso.

1- Agilidade no controle de acesso

As câmeras disponíveis no mercado, com foco na liberação do acesso para os condomínios, têm um reconhecimento muito rápido. Ou seja, algumas levam 0,2 segundos para fazer o reconhecimento, o que agiliza a liberação e a abertura do portão para o condômino.

Além disso, essas câmeras já conseguem fazer o reconhecimento do rosto com máscara e podem aferir a temperatura, o que deixa tudo ainda mais seguro, e dessa forma o usuário economiza o tempo de remover seus acessórios.

2- Higiene

A liberação de acesso com a tecnologia de reconhecimento de face não precisa de contato com o equipamento, o que evita uma possível contaminação com microorganismos.

Ainda mais no momento em que vivemos, com a pandemia do COVID-19, essa tecnologia nos traz segurança e nos ajuda nos cuidados com a saúde. Além de ser uma alternativa segura e que nos ajuda a freiar o contágio.

3- Segurança

Hoje em dia, os smartphones permitem fotos cada vez melhores e com resolução excelente. Nesse sentido, é muito comum questionar se é possível burlar a câmera e o sistema fazer o reconhecimento de uma foto ou de um vídeo.

Os desenvolvedores de algoritmos e das câmeras também pensaram nisso. Dessa forma, as câmeras mais modernas conseguem detectar a profundidade e isso impede que uma imagem em 2 dimensões, como é o caso da foto e do vídeo, seja utilizada para burlar o controle de acesso.

A utilização do reconhecimento de face é uma das maneiras mais seguras no controle de acesso. Tanto em nossos equipamentos eletrônicos, como no acesso aos condomínios.

Quer saber como deixar seu condomínio mais inteligente e tornar o controle de acesso do seu condomínio mais eficiente?

A Shielder Tecnologia pode te ajudar. Entre em contato através do nosso site https://www.shielder.com.br/, nosso blog https://blog.shielder.com.br/ ou email [email protected].

Convívio entre moradores na quarentena

Convívio entre moradores na quarentena
Convívio entre moradores na quarentena

Como explanado pelas autoridades, o vírus do Covid-19 tem um ciclo de meses até haver controle de sua disseminação. Para passarmos por esse momento, é necessário atentar para o colaboração entre moradores em convívio na quarentena. Porém, a população tem demonstrado resistência e impaciência em respeitar as regras de isolamento por tanto tempo. Já houve dificuldade em aceitar os cuidados a serem adotados em locais públicos. A novidade da rotina, permanecer por um grande período em ambiente doméstico, é a exigência que os cidadãos certamente ainda não haviam vivido. Entretanto, respeitar esse item tem se demonstrado uma das medidas mais importantes na prevenção.

Não há alternativa: é permanecendo em casa que você se protege do Covid-19

Em consequência desse período, vizinhos até então desconhecidos podem estar convivendo ou se ajudando em ambientes de uso mútuo. Frente a tantas notícias ruins, este até que é um resultado positivo. A solidariedade e a compreensão fazem a diferença em períodos de pandemia. É esse o diferencial para gerar harmonia no convívio entre moradores na quarentena. Porém, o convívio induzido por mais tempo também pode ter trazido a muitos algo nunca antes testemunhado: descobrir alguns hábitos da rotina alheia que os seus horários de compromisso não possibilitavam. E isso pode gerar muitos problemas.

O que seriam esses hábitos alheios? Permanecer em tempo integral no espaço residencial causa a longo prazo um estado de estresse e impaciência nos indivíduos. Ou seja, após ter os afazeres concluídos, ou mesmo se procrastinados, é natural do ser humano necessitar ir a outros ambientes, exercitar-se, locomover-se, ter contato com outros contextos, inclusive com a natureza.

Povoar ambientes de praças, quadras ou parques é inadequado e nada recomendado até para condôminos que possuem ambientes internos semelhantes a esses. Por isso, a resiliência nem sempre sobrevive ao barulho provocado pelo vizinho que tem crianças em casa, por exemplo.

Convívio entre moradores na quarentena – adote o bom senso

São nesses momentos que ter calma e boa comunicação são essenciais para quem divide edifícios e condomínio.

  • Fumantes precisam considerar que o seu hábito entra no espaço do outro;
  • Se você causa incômodo sonoro aos demais, precisa atentar-se aos horários que tal ação é permitida. Caso contrário, o incômodo gerado a um vizinho próximo pode estender-se ao andar ou prédio inteiro, se alguém resolver colocar música mais alta que a sua, por exemplo;
  • Caso a nova rotina tenha alternado suas atividades entre dia e madrugada, é preciso conter a movimentação dentro do seu apartamento. Vozes, gritos, som de televisores, música, jogos, até mesmo dançar pode gerar impulsos na estrutura predial enquanto um vizinho descansa;
  • Se você tem enfrentado a difícil – quase impossível – missão de entreter seus filhos nos últimos meses, tente também desenvolver parte das atividades com eles de forma pedagógica e lúdica. Procure por jogos e brincadeiras que não usem bolas, skates e semelhantes em horários delicados para os demais.

Lembre-se: apesar da pandemia, ainda existem pessoas idosas, bebês, que se sentem incomodadas com sons ou algazarra. Principalmente, que ainda estão trabalhando normalmente, e por isso, cansadas e talvez sobrecarregadas.

Por que, mais do que nunca, é tão importante ser sensato no convívio?

Igualmente ao modo de uso das máscaras, essa ação é individual para beneficiar um grupo. Assim, respeitar o dia a dia garante que um período de tempo do qual não podemos fugir não se torne mais tenso e difícil a todos. Contribuirmos em frações correspondentes às ações individuais pensando na harmonia de um contexto é ter responsabilidade social. Nós somos os agentes que determinam o modo como passaremos pelo restante do isolamento até tudo voltar a ser controlado e seguro para atividades normais e rotina costumeira.

Seja responsável e sensato, por detrás das máscaras haverá muito mais sorrisos direcionados a você!

Entre em contato através do nosso site https://www.shielder.com.br/ , nosso blog https://blog.shielder.com.br/ ou email [email protected] .